Loading...

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Breve Histórico

O CCS-AM (Centro de Cultura Social Antonio Martinez), é uma associação, sem fins lucrativos, comunitária e popular, de caráter organizacional, recreativo, cultural, social e educacional, sem cunho partidário, com a finalidade de atender a todos que a ela se dirigirem, independente de nacionalidade, sexo, raça, cor ou crença religiosa.

A partir de iniciativas culturais e praticas sociais dos grupos PCAL, Projeto Periferia, Bolo D’água e Toneladas de Baquirivú, todos oriundos da periferia da Zona Leste de São Paulo, surgiu a proposta de fundar uma entidade que atendesse os anseios dos agentes desses grupos e da população de São Miguel Paulista e região na busca de possíveis saídas, objetivando a transformação individual e social com atividades culturais, recreativas e sociais que trate de forma clara as questões da realidade cotidiana da vida de cada um. Assim surge a proposta de fundação do Centro de Cultura Social Antonio Martinez.

Fundado em 15 de abril de 2007, o CCSAM desenvolve em sua sede diversas atividades culturais e sociais, recreativas, educacionais e políticas a fim de despertar o senso critico dos freqüentadores e promove estabelecer um dialogo que convirja em ações práticas para beneficio da sociedade, alem de estabelecer parcerias com grupos e entidades correlatas a fim de atingir seus objetivos.

Tem como objetivos gerais estimular, apoiar e promover nos meios populares, principalmente, entre os trabalhadores e estudantes, onde as possibilidades de cultura são limitadas por toda espécie de empecilhos, o estudo de todos os problemas que se relacionam com a questão social.

Mantendo-se à margem de qualquer política partidária, o CCS AM trabalhará para desenvolver nos meios populares o espírito de solidariedade, para que se forme um ambiente social onde se alimente sempre em maior grau, os elementos favoráveis à elevação da personalidade humana física e moralmente, cultural e profissionalmente e; por isso, condena todas as formas de tiranias, que prejudiquem as liberdades individuais e coletivas; todas as formas de exploração que anulam as possibilidades econômicas para o desenvolvimento do individuo dentro da coletividade próspera e livre; todas as formas de obscurantismo, que contribuam para o embrutecimento do indivíduo; todos os vícios, hábitos e costumes que concorreu para o relaxamento do caráter e para a corrupção moral e física da personalidade humana.

Nenhum comentário: